terça-feira, 20 de agosto de 2013

Balanço




Nada.
Eis o começo de tudo.
Eis o incontável, o infinito, o absoluto,
O incorruptível incorrupto,
Nada.

Tudo.
Eis a extensão de nada.
Eis o mensurável, o finito, o relativo,
O corruptível corruptor,
Tudo.

Talvez,
Eis o balanço entre ambos,
Sendo cada um até onde vai
O balanço em que balança,
Talvez.

2 comentários:

  1. Tal
    vez
    Tal
    vez
    tao
    Vies
    Tal
    Vez
    Passarinho
    cantando
    mambembrincante
    cantando
    Passarinho
    Tal
    Vez
    Tal
    Vez

    ResponderExcluir